BLOG

#VocêSabia? – Placentite em éguas

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A placentite é uma afecção muito frequente em éguas, sendo uma das principais causas de abortamentos, natimortos, dificuldade reprodutiva, entre outros.

Por isso, é tão importante que se entenda essa doença, para que seja rapidamente identificada e tratada nas éguas afetadas, afim de evitar danos e perdas na reprodução.

Os principais agentes etiológicos da placentite são bactérias, seguido de fungos, vírus e protozoários. A falta de competência das barreiras anatômicas é o principal fator que predispõe à infecção uterina.

Diagnóstico inclui exame ultrassonográfico do útero da égua e avaliação laboratorial.

Um estudo recente mostra que éguas que tiveram placentite, se tratadas com sucesso, não terão vidas atléticas comprometidas e seus potros não demonstram ser afetados. Portanto, o cuidado e acompanhamento durante a gestação é essencial e deve ser feito de maneira preventiva.

O diagnóstico e tratamento precoce aumentam as chances de sucesso, o que é muito importante já que se não diagnosticada e tratada, irá comprometer a viabilidade do feto.

Últimas notícias

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

0
WhatsApp chat